Lazer, Literatura
Santuário das HQs

Santuário das HQs

Quem nunca invejou a loja de quadrinhos que tão comumente aparece na série televisiva The Big Bang Theory? Para quem mora em Maceió, manter esse sentimento já não faz mais sentido. 

Inaugurada em maio deste ano, a Center Book, a única comic shop da cidade,  vende quadrinhos, mangás, livros, histórias de super-heróis, bonecos e broches, dispostos em três prateleiras. Histórias em quadrinhos do Robert Crumb? Lá tem. Do Frank Miller? Também. O acervo é generoso e bem cuidado: muitos possuem capa dura e ainda são conservadas dentro do plástico. Romances gráficos como V de Vingança, do Alan Moore e David Lloyd, e Watchmem, escrita por Alan Moore  e ilustrada por dave Gibbons, estão devidamente alocados na prateleira. Para quem gosta dessa literatura, a loja é quase um santuário.

A Center Book dedica um espaço generoso para HQs de super-heróis como Superman, Homem-aranha, Os Vingadores e outros. Livros best-sellers de Dan Brown e Stephen King também estão à venda. Por que montar uma loja de HQs se as pessoas podem comprá-los pela internet? “Porque as pessoas gostam de conversar sobre livros, gostam de pegar, ver e de descobrir outros exemplares”, diz Márcio Omena, um dos fundadores da loja.

foto1

A ideia de se montar uma livraria especializada em quadrinhos nasceu justamente pela falta de uma comic shop em Alagoas. Foi então que os amigos Leonardo Pimentel, 41, e Márcio Omena, 41, apostaram no ineditismo para abrir a Center Book.  Hoje Leonardo é administrador e Márcio, dentista. Mas a parceria nasceu de longa data. Os dois se conheceram durante o ensino médio no Colégio Marista. 

Em 2007, estrearam na TV Educativa o programa Sessão Pipoca, um bate-papo descontraído sobre cinema e cultura pop. Dilemas eternos como “Quais filmes são melhores: os das Marvel ou os da DC?”, geravam debates acalorados entre seus âncoras. Passaram por  outros canais até chegar à TV Assembleia. “O programa de vocês é dinâmico demais para essa emissora”, disseram para a dupla. A Sessão Pipoca acabou tempos depois. Mesmo assim a dupla não largou o cinema. “Em 2007, nós organizamos o circuito cultural no antigo Cine Cidade [cinema funcionava no Shopping Cidade] e trazíamos filmes fora do circuito exibidor para serem mostrados aqui”, relembra Leonardo.

foto2

Dos dois apenas Márcio se apresenta como fã indiscutível de quadrinhos. Tanto é que possui uma coleção particular que ultrapassa os 5 mil exemplares.  “Eu apenas administro a loja, mas quem entende mesmo de HQ é o Márcio”, confessa Leonardo. Assim como acontece como outros colecionadores, a paixão de Márcio do HQs inicia na infância com os presentes da mãe. “Ela gostava de me dar os gibis dos Pato Donald, do Mickey. Depois fui colecionando histórias de super-heróis compradas com o dinheiro do lanche”, conta Márcio.

Basta dar uma olhada nas cifras da Marvel para ver como HQ é um assunto sério. A indústria dos quadrinhos fatura por ano R$ 1,3 bilhão. E existe espaço para crescimento, sobretudo nas plataformas digitais. As adaptações para o cinema de histórias como Superman, Homem-aranha, X-Man deram um novo gás aos quadrinhos. Mas é na qualidade do material que eles se diferenciam. Em 1992, o romance gráfico Maus, do cartunista Art Spiegelman, foi agraciado com o Prêmio Pulizer, a mais importante premiação em trabalhos no ramo do jornalismo, música e literatura nos EUA.

SERVIÇO

O quê: Comic shop Center Book
Onde: Rua João Gualberto Pereira do Carmo, 160, Ponta Verde.
Horário de funcionamento:
De seg. a sexta, das 9h às 19h e aos sábados das 9h às 17h
Telefone: (82) 3327-0358

Compartilhe

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. tayana costa

    9 agosto 2013 at 11:50

    Pessoal, tem algum ponto de referência? pois estou procurando na internet e não encontro. Grata

    Reply

    • Lucas Almeida

      9 agosto 2013 at 13:14

      Tayana, a Center Book se localiza próximo ao colégio COC, na Ponta Verde.

      Reply

Responder

Seu e-mail não vai ser publicado. Required fields are marked *