Revista Graciliano
Blog Graciliano: 2 anos divulgando as melhores ideias sobre Alagoas!

Blog Graciliano: 2 anos divulgando as melhores ideias sobre Alagoas!

2013 foi um ano especial para nós que fazemos o blog Graciliano. Publicamos 115 posts, realizamos coberturas de grandes eventos (a exemplo da 11ª Festa Literária Internacional de Paraty, da VI Bienal Internacional do Livro de Alagoas e do Festival de Cinema Universitário de Alagoas) e lançamos o nosso guia cultural. Além, claro, de sempre procurarmos novas maneiras de estabelecer um contato mais próximo com você, leitor.

E tudo isso mantendo-se fiel ao nosso propósito de produzir conteúdo factual voltado à cultura, já que a revista impressa é temática e trimestral, o que faz com que boas iniciativas “escapem” ao alcance da versão impressa. Criado em 2012, não demorou para o blog ganhar um reconhecimento mais do que bem-vindo: passou a integrar o Tudo na Hora, o maior portal de notícias de Alagoas, do Sistema Pajuçara de Comunicação, afiliada da TV Record no estado.

Nestes 12 meses, continuamos apostando na diversidade de pautas, sem perder de vista o olhar cultural. Para celebrar esse segundo ano, convidamos jornalistas, pesquisadores, produtores culturais, cineastas e profissionais de outras áreas para eleger um post que mais marcou cada um.

E, como falamos logo acima, o leitor é peça indispensável nessa trajetória. Por isso perguntamos aos seguidores da nossa página no Facebook qual matéria eles mais curtiram e porquê. A leitora Géssica Costa respondeu ao desafio e vai levar pra casa um kit com revistas Graciliano.

O resultado você confere a seguir. 😉

banner-lista-02

Das matérias publicadas no blog da Graciliano no ano passado a que mais me chamou atenção foi Datilografia, uma paixão, de Lucas Almeida. Houve um cuidado muito bonito com a produção da matéria, que imprimiu no texto esse verdadeiro amor que as pessoas tem pelas máquinas de escrever. Confesso que sou apaixonado pelo design e pelas histórias que esses objetos carregam, sendo dono inclusive de uma Hermes 2000. A escolha dos personagens também foi bastante criteriosa, pois abordou o amor pelo design, do estudante Roger Ferraz, da preservação dos objetos por meio da manutenção, de Sandra Guimarães, e da escrita em si, do jornalista e desembargador Antônio Sapucaia. O estilo blog de  escrever mostrou sua face, com uma maneira informal de abordagem, mas o jornalismo foi mais forte, pela bela construção do texto, carregado de informação.

banner-lista-08

Talvez por encanto pessoal, o que não é privilégio meu, tenho certeza, uma das matérias que me moveu ou comoveu mais, foi uma matéria em outubro, acho, sobre o barco-museu do casal de artistas Maria Amélia e Dalton Costa. O encanto ao qual me refiro, é com esse caudaloso Rio, agora não tão caudaloso. E esse trabalho dos dois é comparável, guardadas as proporções, A Inhotin! Tive dificuldade em escolher, acho a revista-blog, de um cuidado e capricho que a fazem sempre integralmente interessante. Quero ressaltar aqui um detalhe, que na verdade é atemporal, mas de suma importância: a agenda cultural. Temos poucos veículos que divulguem uma agenda completa. E isto, penso, é a alma, o alimento para a vida cultural de uma cidade e ou estado. A agenda da Graciliano é sensacional!

elaynepontual-01

Dentre todos os textos publicados no blog Graciliano Online em 2013, apesar de difícil escolha, fico com O Tempo em Penedo. A matéria nos faz percorrer as estreitas e ladeiradas ruas da pequena cidade histórica e nos leva, com afabilidade, às projeções dos curtas-metragens exibidos no Festival de Cinema Universitário. O texto, mesmo que nas entrelinhas, faz um paralelo entre a magia de Penedo, que é real, e a realidade representa pela sétima arte, que é feitiço. E é justamente essa sensibilidade com que diversos temas são tratados no blog que me faz admirar tanto a equipe da Graciliano. Quero parabenizar a todos por este trabalho incrível que, modéstia à parte, eu me orgulho de ter colaborado. Em seus primeiros dias de vida estive lá, contribuindo com seu crescimento. Agora estou aqui como leitora e posso dizer o quanto fico feliz por ter participado deste belíssimo projeto que vem sendo desenvolvido com tanta maestria e bom gosto. Parabéns pelos dois anos galera. Que venham mais e mais!

banner-lista-01

Sempre achei estranho o jeito como Alagoas trata seus filhos. Às vezes me pergunto se é por ignorância, falta de sensibilidade, interesses políticos diversos ou por pirraça mesmo. O pior é que venho chegando à conclusão de que esses fatores representam muito pouco para tentar explicar porque um dia uma das principais e mais belas vias de Maceió, que é passeio para os filhos da cidade e também para turistas do mundo todo, chamou-se “Avenida Senador Robert Kennedy” – sim, o político estadunidense. Nosso Centro Cultural e de Exposições foi batizado como o nome de Ruth Cardoso, a ex-primeira-dama do Brasil.

Sem usar estas poucas linhas para fazer juízo de valor sobre os feitos de certas personalidades e seu consequente merecimento às homenagens em terras caetés, tento refletir sobre o reconhecimento de Jorge de Lima, Lêdo Ivo, Pontes de Miranda, Aurélio Buarque de Holanda, Ranilson França e tantos outros filhos das lagoas, do sertão e do sal alagoano. E não falo apenas da necessidade dos nomes nas praças ou nas ruas, na existência de museus ou de outros equipamentos culturais. Isso tudo é importante. Além disso, falo também do contato do alagoano com o material produzido – com o livro, a música ou a estética; a falta destes é um grande problema.

Por isso, um das matérias que me deram orgulho de ler a Graciliano em 2013 foi O Chão de Graciliano, escrita pelo jornalista Rafhael Barbosa e publicada na edição do primeiro trimestre de 2013. No ano em que se lembrou dos 60 anos da morte do velho Graça, Rafhael conseguiu problematizar com muita competência o esquecimento, a escassez de espaços públicos e a falta de ações dedicadas à memória de Graciliano Ramos. Algumas coisas têm sido feitas, mas diante da grandeza da nossa terra, ainda vemos e somos vistos como pequenos.

géssicacosta-01

“A matéria que eu mais curti foi a Por eles mesmos. Devido à história de desafios e conquistas, depois de muito empenho dos envolvidos. Principalmente a vontade de fazer com que o COS não seja um caos, com destaque para o professor Almir Guilhermino, um exímio apaixonado pelo cinema e pela docência. Mesmo sem recursos financeiros, ele tinham a vontade de mudar. Podem ter mudado apenas um pouco, mas mudaram. E é isso que importa!!”

banner-lista-07

É sempre difícil escolher, entre tantos destaques, o texto que mais me chamou a atenção no blog Graciliano em 2013 (20/11). Como leitor assíduo, sempre fico me perguntando se é justo com temas, autores e abordagens escolher apenas um. Mas, sem dúvida, o material sobre a exposição da artista plástica Marta Emília, na Pinacoteca da Ufal, está entre os melhores. O universo multicolorido da artista, que brinca com nossos sentidos, encontrou no texto de Taynara Pretto, um tratamento consistente e informativo. Sem firulas, o post trata do tema de forma objetiva e elegante, sem exageros ou afetações. Post inspirador para continuar lendo sempre o blog mais bem escrito de Alagoas.

banner-lista-06

Em 2013, o blog Graciliano me emocionou com as matérias Graciliano e o amor, que transcreve a carta de Graciliano Ramos para sua amada Heloísa; O novo Arte Pajuçara, que conta sobre a reabertura do Centro Cultural com riqueza de detalhes; e Guia Graciliano, primeira matéria do Guia que representou para mim a consolidação do blog Graciliano como referência em difusão de informações culturais.

banner-lista-03

Uma das maiores alegrias de 2013, e que por coincidência é também o que mais gostei de ver retratado no blog da Graciliano, foi a reabertura do agora Cine Arte Pajuçara. A notícia do fechamento do antigo Cine Sesi  deixou muita gente perplexa diante da decisão que culminou nesses meses de ausência do único cinema de arte em Alagoas, mas não impotentes. Para a nossa satisfação, essa dificuldade mostrou também o quanto o nosso querer pode ser forte junto. A própria articulação do público, realizada dias depois do anúncio, revelou-se o fio condutor de uma resolução com um final feliz para todos, e que foi muito bem retratada pela querida Taynara Pretto, na reportagem O Novo Arte Pajuçara. O desvendar de tantas novidades para esse cantinho que já é tão nosso de coração foi um afago muito esperado. Na verdade, ver esse desejo ter se tornado uma realidade ainda melhor do que esperávamos toca em uma questão mais profunda no que se refere à maneira do alagoano sentir e consumir a cultura nesse estado. Passamos a parecer “menos pó, menos pozinho”, como diz Baleiro.

banner-lista-04

Das matérias que o blog da Revista Graciliano fez em 2013 teve uma que me conquistou de jeito que foi o Punk nas Alagoas. Publicada em abril, a matéria traçou um panorama do punk alagoano atual e contou um pouco de sua história na terrinha. Bandas como Morra Tentando, Misantropia e Ataque Cardíaco (Delmiro Gouveia) deram depoimentos para o texto. Foi muito bom ver um movimento de ruptura musical e social como o punk em uma grande revista. Meus parabéns aos envolvidos.

renatamenezes-01

Difícil eleger um texto do blog como o melhor de 2013. Destaco a matéria Os Sonhos do Rei do Suspiro, de Francisco Ribeiro, por apresentar ao público a história de uma figura tão conhecida pelos maceioenses: o senhor Luiz Eudes, o mais elegante e famoso vendedor de suspiros da cidade. Em cada parágrafo sobre a trajetória de Luiz Eudes, que se tornou uma figura folclórica por trabalhar vestido de terno e gravata, a matéria demonstra a eficiência do blog enquanto instrumento de divulgação das personalidades relevantes para o estado de Alagoas. É com textos assim que se contribui para a formação da memória coletiva do nosso povo e para levantar a auto-estima de uma sociedade ainda tão afetada pela “síndrome de vira-lata”. Além disso, a matéria reforça o compromisso do blog em informar e formar o público no caminho para a valorização do produto local, porque, seja no território da cultura, da arte, da gastronomia ou do turismo, temos muita coisa de qualidade para oferecer.

Compartilhe

Posts Relacionados

Responder

Seu e-mail não vai ser publicado. Required fields are marked *