Lazer
Estação Verão

Estação Verão

*Com Lucas Almeida (texto) e Taynara Pretto (fotos)

O verão está aí. E para dar as boas-vindas à estação, nada melhor do que convidar os amigos e curtir o que a cidade tem a oferecer. Se você gostou da ideia, então confira as dicas da primeira edição do nosso Guia de Verão.

banner-lista1-01

A história se repete, de fato. As iniciativas ou lugares que buscaram colocar um ponto final no marasmo da noite alagoana sempre surgiram de forma despretensiosa e entre amigos. Foi assim, por exemplo, como surgiu o pub e restaurante El Lugar, situado na Jatiúca. Aberto em outubro do ano passado, o local rapidamente tornou-se o point mais badalado da cidade.

O argentino Bruno Giacobbo, um dos quatro sócios à frente do El Lugar, ao lado de Joaquim Menendez, Juan Luis e Sebastian Rocha, é quem nos conta como tudo começou.

“Joaquim veio conhecer o Norte do Brasil. Ele chegou aqui, em Maceió, primeiro. Depois, eu e o Juan”, lembra Bruno, também bartender da casa. “Nosso sonho era abrir um bar no Brasil. E nesta região com quilômetros de praia, com gente linda, a gente viu a oportunidade de começar o nosso negócio”.

IMG_4046

Juan Luis, Sebastian Rocha e Bruno Giacobbo

Após um período de turismo pelo estado e com a grana acabando, os amigos precisavam ganhar dinheiro de alguma forma. Afinal, o desejo de todos era o de se estabelecer em Maceió. Nada melhor, então, do que tornar realidade aquele antigo sonho.

“A nossa ideia era abrir um pub somente de bebidas, mas com a chegada do Sebastian, que tem alguma experiência na cozinha, nós ampliamos o nosso cardápio. Em novembro, alugamos e arrumamos todo o local. Queríamos fazer um bar pensado exclusivamente em nossos clientes, da maneira como gostaríamos de ser tratados quando vamos a um”, conta.

O nome do restaurante faz referência a um ponto de encontro dos quatro amigos na adolescência, quando moravam na Patagônia, Argentina. “O local ficava próximo de um rio, tinha uma árvore por perto e sempre ascendíamos uma fogueira. Nós chamávamos lá de El Lugar. Era onde nos encontrávamos para conversar”, diz.

Os amigos se dividiram nas seguinte funções: Joaquim assumiu a gerência do restaurante; o Bruno, responsável pelos drinks; Juan, o meître da casa; e Sebastian é quem comanda a cozinha.

IMG_4007

Caipifruta de Kiwi e Mojito Cubano: são os drinks indicados pelo bartender Bruno Giacobbo

No cardápio de bebidas é possível pedir, por exemplo, caipifrutas sempre feitas à base de frutas frescas (por isso consultar quais opções disponíveis no dia); Mojito Cubano, drink feito com rum, sprite e hortelã; e Margherita, que tem como ingredientes suco de limão e tequila.

Agora, vamos aos preços: as caipifrutas custam R$ 6,90; o Mojito sai por R$ 5,90; já o drink mexicano custa R$ 7,90. Quem desejar beber uma cerveja gelada, as opções são Heineken 600ml (R$ 7), Heineken Long Neck (R$ 5) ou Itaipava (R$ 5).

Para petiscar, uma deliciosa picanha com batata na crema (R$ 23,90) ou um irresistível camarão ao alho e olho (R$ 19,90). No menu há também sanduíches e outros aperitivos bem em conta. Segundo o chef Sebastian, a intenção é renovar o cardápio, sempre mesclando comida brasileira e argentina, e também inovar com diferentes temperos para pratos já conhecidos pelos brasileiros.

IMG_4021

Picanha com batata na crema. Uma ótima pedida

Já sobre o ingrediente especial que fez o El Lugar bombar tão rapidamente, os quatro amigos afirmam com convicção: “Foi a gente ter aberto o bar com muita vontade. São apenas quatro cabeças, quatro pessoas, que executam tudo com muita gana. Então, eu acredito que nossos clientes que vêm aqui tomar uma bebida ou comer algo se sentem como em casa. Energia é o que move o El Lugar.”

Dica: Em clima de verão e da folia de Momo, os sócios promovem nos dias 01 e 02 de março o Festival de Carnaval do El Lugar, em Barra de São Miguel. O passaporte para os dois dias custará R$ 150, e dará direito a 10 consumações. Mais informações:  9192-0455 ou http://ellugarpub.com/

SERVIÇO
O QUÊ: El Lugar
ONDE: Rua Dr. Sadi Carvalho, 5, Jatiúca
HORÁRIO: de terça à domingo, das 19h às 03h

banner-lista-01

Com a chegada da estação mais quente do ano, nada melhor que se refrescar bebendo bons drinks. Se você concorda, o ideal é ir a um lugar cuja especialidade é exatamente as bebidas. Inaugurado há apenas dois meses, o bar e restaurante The Door, localizado na Ponta Verde, já caiu no gosto dos maceioenses.

O nome do espaço The Door, traduzido para o português, significa “a porta”. Nada mais adequado para definir o que o ambiente pode nos revelar quando ultrapassamos a sua entrada: um local repleto de descobertas de novos e surpreendentes sabores.

Com uma decoração mais noturna e intimista criada por Valéria Cox, o The Door tem inspiração em casas europeias. “Eu e meu sócio, Léo Cox, percebemos que faltava na cidade um espaço voltado especialmente para drinks. Foi por isso que decidimos abrir o bar”, conta o proprietário, Luiz Alberto. Para a galera jovem, o local se tornou uma espécie de “esquente” para a balada.

IMG_3951

Luiz Alberto e Léo Cox, empresários à frente do The Door

As bebidas da casa foram criadas pelo mixologista Braynner Scherz, que teve formação europeia e é chef do badalado Loft, em Recife. São mais de 25 drinks, além de cervejas, licores, shots e caipifrutas.

No cardápio estão opções como o sensacional Apple collins (drinque verde), que é feito à base de vodka, soda de maçã verde e limão (R$ 14); o famoso Cosmopolitan, uma mistura de vodka, cranberry, cointreau (R$ 15); e o Door spritz (laranja), à base de um aperitivo italiano chamado Aperol, espumante brüt e soda de limão (R$ 16).

page

Bartender prepara o flamejante shot B52. Abaixo, os drinks Apple collins e Cosmopolitan: os prediletos da clientela

A presença do álcool nos drinks é bem sutil, devido à combinação precisa dos ingredientes. No entanto, para quem gosta de algo mais forte, uma boa pedida é o Whiky sour, feito à base de bourdon, sour, laranja e cereja (R$ 15).

O shot flamejante B52 é uma das atrações da casa. A bebida, servida em chamas, é feita à base de licor de café, bailey’s, licor irlandês (uma mistura de chocolate, leite e uísque irlandês) e cointreau. Para beber, usa-se um canudinho. O calor somado aos demais ingredientes do shot provocam uma sensação ardente na garganta.

Se você não curte bebidas com álcool, o cardápio também reserva bons drinks, como, por exemplo, o Orient Apple (R$ 13), uma mistura de chá verde, maçã verde e suco de limão.

Já as comidas têm a assinatura da chef alagoana Simone Bert, do Wanchako. Apesar de enxuto, o menu conta com boas opções de petiscos e de pratos para jantar.

Entre os aperitivos mais pedidos, estão o Poivre aperitivo (R$ 29), uma receita clássica francesa, preparada com filé mignon, acompanhada de um delicioso molho de pimenta verde e fatias de pão; e o Pastel conversível e seus recheios (R$ 26), um pastel aberto, com recheios que vêm à parte (pode ser camarão, marguerita e vinagrete).

IMG_3960

Poivre aperitivo, uma receita clássica francesa, preparada com filé mignon, acompanhada de um delicioso molho de pimenta verde e fatias de pão

A recomendação, claro, é ir de táxi. Afinal, experimentar é a regra no The Door.

SERVIÇO
O QUÊ: The Door
ONDE: Rua São Francisco de Assis, 103, Jatiúca

banner-lista3-01-01

Que o bairro de Garça Torta é um dos mais charmosos de Maceió, todo mundo sabe. Os bares da região também são boas opções para curtir o fim de semana. E entre os locais que oferecem uma programação musical especial, um cardápio variado e bom atendimento, está o Milk Beach Bar.

Inaugurado em dezembro de 2011, o Milk conseguiu público cativo não apenas pela beleza e aconchego do lugar, mas também pelo sabor da comida e da bebida. O boca a boca também deu aquela forcinha.  “Tem pessoas que chegam aqui às 10 da manhã e só saem às 8 da noite”, conta a cozinheira Leticia Salomoni, que divide a administração do pub com sua sócia, Daphne Esperon.

page

Leticia Salomoni, uma das sócias do Milk; imagens do pub e bar

A divisão das tarefas no bar entre as duas proprietárias é a seguinte: Daphne cuida dos drinks e coquetéis, além de realizar cursos periódicos com os funcionários sobre o funcionamento da cozinha e o preparo das bebidas; enquanto Letícia se orgulha da fama de boa cozinheira e, amparada por bons cursos de culinária feitos em Londres, prepara os aperitivos.

foto4

Os coquetéis do Milk, apesar da doçura, não possuem açúcar. O de kiwi é um dos mais pedidos

O bar abre de quarta-feira à domingo, das 10 às 20h. No cardápio estão pratos como saladas diversas e o estrogonofe à moda da casa, receita que tem o vinho como um dos ingredientes. Entre os caldinhos, iguaria comum nos bares de Maceió, o de frutos do mar e o de feijão fazem sucesso.

Além de pratos típicos da região, a engenhosidade de Letícia trouxe inovações para o menu. Basta pedir o camarão empanado para comprovar que o tempero é especial, cuja massa é à base de cerveja.

hot pot camar]ao

O hot pot de camarão é um dos pratos mais pedidos na casa

Já na preparação dos coquetéis, uma surpresa que faz toda a diferença. “Desenvolvi um xarope adocicado que adoça do mesmo jeito, mas quando você vai beber não sai aquele monte de açúcar do canudinho”, conta.

A programação musical do Milk é um dos seus principais atrativos. Além de apresentações eventuais ao vivo, o local tem uma seleção musical sofisticada, que privilegia o melhor da MPB, música pop, lounge e outros. Não à toa, quem sempre “bate ponto” por lá são os artistas locais em busca de um cantinho que seja, ao mesmo tempo, agradável e com boa música. Que tal?

SERVIÇO
O QUÊ: Milk Beach Pub
ONDE: Rua São Pedro, 194, Garça Torta
HORÁRIO: quarta e domingo, das 10h às 20h; e de quinta à sábado, das 10h às 21h

Compartilhe

Posts Relacionados

Responder

Seu e-mail não vai ser publicado. Required fields are marked *